Morre criador do “Kit Covid”; Brasil registra mais de 500 | Saúde

Morre criador do “Kit Covid”; Brasil registra mais de 500

Após 45 dias internado por conta do coronavírus, faleceu o médico Guido Céspedes, 46 anos, que estava internado unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital de Regional de Sinop na cidade de Sinop, a 479km de Cuiabá, no Mato Grosso. Céspedes ficou conhecido como criador e defensor do “”, que era composto por medicamentos como hidroxicloroquina, azitromicina, zinco, ivermectina, AAs e ibuprofeno.

A informação vem a público em cenário em que a taxa nacional de letalidade da doença, porcentagem de contaminados que evoluem para óbito, está em 3,1%, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Neste sábado (5) mais 567 pessoas tiveram suas mortes registradas como tendo causa a covid-19, elevando o número de óbitos para 126.069. O Brasil também teve registro de 22.168 novos casos confirmados de coronavírus nas últimas 24h, chegando a marca de 4.113.969 pessoas infectadas.

Fase amarela

Na sexta(4) o governador do Estado de São Paulo, João Dória, anunciou atualização da classificação das regiões no plano de reabertura gradual das atividades econômicas, colocando agora 95% da população na fase amarela, que permite o funcionamento de bares, restaurantes, comércio e outras atividades não essenciais. Pela reclassificação, avançam para a fase amarela as cidades de Presidente Prudente, Marília, São José do Rio Preto, São João da Boa Vista e Registro. O governo também promulgou a quarentena, que continua vigente até 19 de setembro. De acordo com dados do Conass, o Estado de São Paulo registrou hoje 31.313 óbitos por coronavírus e 853.085 casos confirmados da doença.

O que é o novo coronavírus?

Trata-se de uma extensa família de vírus causadores de doenças tanto em animais como em humanos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em humanos os vários tipos de vírus podem provocar infecções respiratórias que vão de resfriados comuns, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), a crises mais graves, como a Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS). O coronavírus descoberto mais recentemente causa a doença covid-19.

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

Edição: Rodrigo Durão Coelho

Author: SILVA RICARDO