Covid: população em situação de rua do DF denuncia falta de | Saúde

Covid: população em situação de rua do DF denuncia falta de

Com números crescentes de contaminações pela covid-19 no Distrito Federal, os moradores em situação de rua se encontram mais expostos ao vírus na capital do país. A Secretaria de Desenvolvimento Social, afirmou que implantou dois alojamentos provisórios, um no Autódromo e outro em Ceilândia, cada um com 200 vagas, em uma estrutura que conta com quartos em contêineres, banheiros, alimentação, lavanderia e área de atividades.

O isolamento social é uma recomendação central desde o início da pandemia, mas números da Secretaria de Desenvolvimento Social de Brasília, mostram que mais de 3 mil pessoas  não têm  onde morar e estão nas ruas expostas à crise sanitária. Os dados já somam mais de 94 mil infectados  e quase 1.300 mortes pela doença na capital federal. Rogério Barba , ex-morador em situação de rua , conta a situação precária que se encontra essa população.

“Nós não temos uma política que atenda a população em situação de rua na saúde, na educação. O que essa população vem passando hoje em Brasília é calamidade. Porque não temos entregas de comida, quem faz isso é a sociedade. Sabemos que viveremos um estado de miséria muito grande e a nossa preocupação é que os nossos governantes não estão fazendo planejamento para atendê-los", afirma Barba.

Em nota, o Governo do Distrito Federal afirma que os locais são limpos e adequados aos moradores de rua, mas admite que há ausência de políticas públicas voltadas à população em situação de rua.

Assista a reportagem em vídeo

Edição: Leandro Melito

Author: SILVA RICARDO