7 maneiras naturais de reduzir a pressão alta (hipertensão)-Tua saúde

7 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)   Tua Saúde

O gerenciamento da pressão arterial sem medicação é possível, com hábitos como praticar atividade física 5 vezes por semana, abrupção e diminuição do sal da alimentação.

Essas atitudes são necessárias para evitar a circulação sanguíneos antes de se tornarem pressão alta, podendo também ser controlada por um médico como uma tentativa de controlar a pressão antes de iniciar o tratamento com medicamento, por 3 6 meses se a pressão estiver abaixo de 160x100mmHg.

Se os remédios já estiverem em execução, eles não devem ser perturbado sem quaisquer outros medicamentos. medicamente conhecido, no entanto, essas alterações A vida habitual também é muito importante para o tratamento, a fim de controlar a pressão da forma correta, permitindo, até, reduzir a dose dos medicamentos.

1. Perda de peso

7 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)

O controle de Emaging e peso é muito importante porque há uma relação direta entre o peso e a pressão arterial, que geralmente aumenta em pessoas com excesso de peso. 

Além de reduzir a gordura corporal total, também é muito importante reduzir o tamanho do abdômen, como a gordura da barriga, representa um alto risco para doenças cardiovasculares como infarto.

Para garantir um peso controlado, é necessário ter peso que corresponde ao índice de peso corporal entre 18,5 e 24 mg/kg2, o que significa que a pessoa tem o peso ideal para a sua altura. Uma melhor compreensão do que é esse cálculo e saber se ele tem excesso de peso.

O circuito abdominal, medido com a fita métrica no abdômen, deve ser inferior a 88 cm, em uma mulher, e 102 cm, no homem, para designar uma gordura da barriga a uma altura segura para a saúde. 

2. Receba uma dieta DASH

7 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)

A dieta de estilo DASH sugere uma dieta rica em frutas, legumes, cereais integrais e derivados do leite, como iogurte natural e queijos brancos, e o pobre conteúdo de gordura, açúcares e carne vermelha que comprovadamente contribui para a redução e o controle do sangue pressão.

Também é importante evitar o consumo de alimentos enlatados, picantes ou congelados prontos para o consumo porque contêm quantidades em excesso de sódio e conservantes, que levam a um aumento da pressão.

Além disso, é importante beber de 1,5 2 litros de água por dia para manter o corpo hidratado, balanceado e permitir o funcionamento adequado dos órgãos.

3. Use apenas 6 g de sal por dia

7 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)

É muito importante controlar o consumo de sal para que ele seja consumido menos de 6 g de sal por dia, correspondando a 1 colher de chá raso, e equivale a 2 g de sódio de sódio.

Este é o caso do necessário para observar e calcular o pacote de alimentos sobre a quantidade de sal, além de evitar o consumo de especiarias, como, por exemplo, cumina, alho, cebola, salsinha, pimentão, orégano, manjericão ou folhas de louro, por exemplo. Saiba como.

Mudar hábitos alimentares pode reduzir em até 10 mmHg pressão arterial, uma vez que é um grande aliado para prevenir ou evitar doses mais altas desses medicamentos. Veja mais instruções do trabalho de manutenção

4. Exercício exercício 5 vezes por semana

7 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)

A prática de atividades físicas, de um mínimo de 30 1 hora por dia, 5 vezes na semana, é essencial para ajudar a controlar a pressão diminuindo de 7 para 10 mmHg, o que pode contribuir para evitar o uso de um medicamento no futuro ou para dose reduzida de remédios.

Isso acontece porque os exercícios melhoram a circulação dos vasos sanguíneos e ajudam o bom funcionamento do coração, além de ajudar a controlar os níveis de hormônios que aumentam a pressão, como a adrenalina e o cortisol.

Algumas excelentes opções são caminhar, correr, pedalar, nadar ou dançar. O ideal, também combina exercício anaeróbico, com algum peso, 2 vezes por semana, de preferência, após liberação médica e com orientação do educador físico.

5. Deixar cigarros

7 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)

O tabagismo causa lesão e envolvimento com relação à função dos vasos sanguíneos, exceto contrastes de suas paredes, o que causa aumento da pressão, além de ser um importante fator de risco para uma variedade de doenças cardiovasculares, inflamatórias doenças, e câncer.

cigarros não só são associados ao aumento da pressão arterial, mas em muitos casos pode até mesmo eliminar o efeito de remédios sobre aqueles que já fazem esse tratamento.

Além disso, é importante controlar o hábito de comer bebidas alcoólicas, pois é também a causa do aumento da pressão arterial. O seu consumo deve, portanto, ser moderado, sem exceder 30 gramas de álcool por dia, o que equivale a 2 latas de cerveja, 2 xícaras de vinho ou 1 dose de uísque.

6. Ingestão de mais potássio e magnésio

7 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)

A reposição desses minerais, preferencialmente através da alimentação, apesar de não possuir evidência absoluta, parece estar associada a um melhor controle da pressão tal como ela é importante para o metabolismo, especialmente o sistema nervoso, vasos sanguíneos e músculos do coração.

A recomendação diária de magnésio é de até 400 mg no homem e de 300 mg em uma mulher, e uma recomendação de potássio é de cerca de 4,7 gramas por dia, geralmente obtida através de uma alimentação rica em vegetais e sementes. Dê uma olhada no que é comida rica em um.

7. Redução do estresse

7 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)

Ansiedade e estresse aumentam os níveis de alguns hormônios, como adrenalina e cortisol, que acelera o pulso e o contrato do barco, aumentando a sua pressão arterial.

A situação pode, ainda, aumentar cada vez mais pressão que te impede de ficando pior.

tratamento e aumenta o risco de cardiovascular

é recomendado praticar exercícios físicos, atividades como meditação e ioga, além de estimular viagens e coletores sociais que ajudam a regular os sentimentos e controlar os níveis hormonais no corpo. Em casos intensivos, recomenda-se também a busca de assistência profissional, através da psicoterapia e em consulta com a psiquiatria.

Author: SILVA RICARDO